NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Tuesday, May 20, 2008

// O AMOR QUE TRANSFORMA //

Conta-se que nas ruas e calçadas do Rio de Janeiro, havia um mendingo, que sofria as humilhações de sua condições, a quatorze longos anos; era um derrotado, tanto fisicamente como moralmente, vivia as custas de favores e da caridade pública.
Certo dia muito doente, achava que estava chegando o seu fim, com muita febre, não tendo como se locomover acabou por desmaiar no meio de um monturo de papelão dentro de um contener para lixo que servia para seu abrigo nas noites de frio.
Que foi conduzido até o lixão da cidade onde foi despejado e acabou por se misturar no meio dos papelões; alguem naturalmente sem saber que naquele lugar havia alguém; colocou fogo no lixão que o pegou sem que tivesse condições de defesas, teve queimadura de 1º- 2º-3º- graus.
Por sua sorte apareceu um bom Samaritano em sua vida, que passando pelas redondezas, notou algo estranho, descendo logo do caminhão para averiguar, constatou logo o que estava acontecendo, e tomou as providências necessárias, pegou o e o levou para o hospital, onde foi tratado.
Em sua estadia no hospital serviu para que pudesse refletir como estava o rumo da sua vida, porque tanto sofrimento, tanta amargura tanta humilhação?
Se ele não tomasse uma atitude drástica em sua vida, jamais ele iria conseguir se reabiliatar: mas Como? e por onde começar?
Foi ai então que apareceu duas servas do Senhor dessas que fazem visitas em hospitais para trazer um pouco de paz e conforto aos pacientes.
A mensagem que elas trouxeram foi de fé e esperança; somente Jesus poderia tira-lo daquela situação, e fazer dele um novo homen.
Nas alturas que chegou o seu estado: tudo de bom que lhe pudesse acontecer seria bem recebido, mesmo porque a sua vida naquelas condições não tinha a menor esperança de ser recuperada, pois quando chegou ao hospital já estava sendo considerado morto.
Mas Deus tinha um propósito em sua vida, e deu-lhe uma segunda chance,
e assim ele se interessou em saber mais a respeito de Jesus.
Então elas lhe fala a respeito de um novo nascimento através de Jesus Cristo, só assim ele poderia sair daquela situação, e não perdeu à oportunidade, aceitou o plano de Deus em sua vida.
Ao sair do hospital já recuperado, tanto das queimaduras, como tambem da vontade de viver, saiu no propósito de mudar de vida, procurou a igreja em que aquelas servas tão consagradas fazia parte, e dalí por diante as coisas começam a fluir em sua vida.
Procurou também sua esposa, que por causa da sua lastimavel condição, foi forçada a separar-se dele, a muitos anos atraz à aquele dia do reencontro.
Ao aproximar da casa dos pais de sua esposa, o que se paassava pela sua cabeça, era dúvidas de como a encontraria, talvez até casada com outro.
Tamanha foi a sua surpresa, que apesar de tanto tempo, ela estava firme esperando por ele e pela sua reabillitação;
E Deus lhes abençoou de maneira tal que na reconstrução de sua vida tudo era só alegria, e ele não cansava de agradecer a Deus pela sua transformação, com isto todos sairam ganhando, pois tanto a sua familha como a familha de sua esposa tinham por ele grande admiração e a cada dia era mais respeitado por eles.
Ele como membro da igreja, assumiu cargos de grandes responsabilidades, que com tamanha dedicação os desempenhavam para honra e glória de Deus.
Muitas vezes nos achamos incompetentes, para realisar a obra do Senhor, é bom que cada um de nós, reflita e tomemos como exemplo a vida deste homen que praticamente estava morto.
Mas reviveu e agora, quer recuperar o tempo perdido, tudo pra ele agora é só alegria, pois é um novo homem com muita vontade de viver, e tudo quanto faz, faz para engrandecer o nome do Senhor Jesus, e agradecê-lo pelo seu tão grande amor, que o trouxe de volta a vida.
Agora trabalhando com afinco com toda fé e coragem para o engrandescimento da sua causa.
Se temos oportunidades de falar deste novo nascimento a outra pessoa, não podemos deixar de falar, temos que aproveitar o momento e não deixar para amanhã, pois poderá ser tarde demais, e se você ainda não conhece a Jesus Cristo, tome logo a decisão e serás um novo homen.
E garanto, muito feliz, porque as coisas velhas passaram, agora é aproveitar a nova vida na presença do Senhor, aceite agora o Senhor Jesus como seu único e suficiente Salvador de sua alma, quem sabe se daqui a poucos minutos você já não terá mais esta oportunidade.
Lembre se que somente Jesus Cristo, Salva, não há outro em quem esperar, não adianta colocar suas esperanças em nome de ninguém que se diz, ser santo.
Veja o que nos diz a carta de Paulo em 1º Timótio 2 v 5 - Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e o homen.
Deus não deu esta responsabilidade para mais ningém, somente a seu filho "Jesus" e nem a um outro, por mais santo que seja nos dias de hoje ou no passado, ao longo de nossa história.


ENI JOSÉ DE OLIVEIRA - 20/05/2008

Monday, May 19, 2008

// O QUE O AMOR DE MÃE, NÃO FAZ PELO SEU FILHO? //

// O QUE O AMOR DE MÃE NÃO FAZ PELO SEU FILHO?
May 19, '08 7:01 PMfor everyone
Elizeu homem de Deus, respeitado e adimirado por todos, vivia em função de ajudar e cooperar com os outros.
Sua preocupação era em servir os necessitados, nunca de maneira nenhuma se opunha em ajudar a quem dele precisassem, sua vida foi marcada pela sua dedicação e amor ao próximo.
Uma certa viuva estava prestes a perder seus dois filhos que tanto amava, para serem servos do credor de seu marido falecido recentemente.
Os dois filhos desta viúva estavam sendo tomados em resgates as dividas contraidas nos ultimos dias de sua vida.
A pobre viúva: já não tinha mais onde pegar qualquer coisa para colocar nas panelas, quanto mais para pagar contas de seu marido.
Clama ao profeta de Deus, e ele abensçoa a única coisa de valor existente naquela casa, que era uma botija de azeite.
Mandou que aquela viúva providenciasse todas as botijas disponiveis e tudo o que poderia servir de recepiente.
Mandou também que pedisse emprestado aos visinhos as botijas e recepientes que pudesse encontrar.
Então Elizeu ora ao senhor, e todas as botijas e recepientes foram cheias de azeite, que fora vendido e pagas as contas de seu marido ficando o restante do azeite para viver dignamente com seus filhos.
Elizeu vivia de cidade em cidade atendendo a chamados de alguém que necessitava de seus préstimos, foi quando se deparou com a mulher Sunamita.
Este nome não era seu proprio, mas sim porque ela era de Suném, por isto era chamada de a mulher Sunamita.
Esta mulher tinha sérios problemas de saúde que a impedia de comer pão, como muitas pessoas ainda hoje tem este mal.
E para cumplicar mais a situação, todas as vezes que Elizeu passava por ali, ela se sentia na obrigação em convida-lo para chegar, e o que seria mais facil para ela oferecer seria exatamente pão, que ela tanto gostava mas não podia comer.
O que Elizeu tinha em mente para fazer naquela região era tarefa árdua e demorada, portanto iria ficar muito tempo ali e precisava de alojamento onde lhe serviria para descansar nas horas de folga.
Então a mulher Sunamita em comum acordo com seu marido, mandou que fizessem um quarto para ele poder descansar, colocando ali todos apetrechos necessários; asim como cama cadeira mesa candeiro etc.
Um certo dia quando estava ali repousando mandou que chamassem a mulher para que podesse agradecê-la, e se colocou a disposição para qualquer coisa que ela quizesse ou precisasse.
Elizeu já havia conversado com o criado da casa e constatou que o que ela mais sonhoava era ter um filho, mas já não alimentava mais esta ilusão, sabendo das condições que lhe era imposta, pois ela e seu marido já estavam de idade avansada, e para ela isto seria impossível acontecer
Elizeu faz promessas a Sunamita: que ela haveria de abraçar seu filho no tempo que ele determinara.
Em vista das circunstância, ela tomou aquela conversa como se fosse uma brincadeira de Elizeu, e não levou a sério tudo o que ouvira.
Mas o profeta de Deus não estava por brincadeira, e no tempo certo em que fizera a promessa aconteceu como previsto, e deu a luz a um menino, que foi muito amado.
O menino cresceu e sempre saia com o seu pai para o trabalho, certo dia talvez por tomar sol execivo, sentiu uma forte dor de cabeça, seu pai pensando em se tratar de coisa simples mandou que seu criado o levasse até sua mãe.
Mas todo esforço que fizera para salva-lo não foi o suficiente deixando a em total desespero.
Quando ela se deu conta de que não havia mais nada a fazer, pegou o menino levou o e o deitou na cama de Elizeu fechou a porta e saiu ao encontro de seu marido, e mandou que ele chamasse a Elizeu, onde quer que ele estivesse mesmo não sabendo onde o encontraria.
O seu marido repreende a pois sabia que Elizeu tinha por costume, passar por ali aos sabados ou na epoca de lua nova, e não era sabado e nem epoca de lua nova, mas ela insiste e disse vamos que tudo vai bem ou tudo vai dar certo.
Imediatamente prepararam os animais e saem a procura de Elizeu, fazendo o maximo possivel de não se deterem pelo caminho pois tinham pressa e não podiam perder tempo e caminharam uma boa caminhada em direção a Monte Carmelo.
Por sorte Elizeu estava justamente lá, e avistou a de longe e comentou com seu servo Geazi, mostrando para ela, e mandou que fosse a seu encontro, mandou também que perguntasse sobre sua familia, não sabendo ele que ela estava justamente a sua procura.
Elizeu havia dado ordens a seu criado para saber se tudo estaria bem com familia de Sunamita. E ela disse vai bem, porque não queria entrar em detalhes com o criado e saiu imediatamente ao encontro de Elizeu e conta o acontecido.
Jogando-se a seus pés, reclamando e lamentando a morte de seu filho, quando Geazi quis tirá-la de seus pés, Elizeu o repreende.
Pois sabia do sofrimento e da tristeza daquela mulher a sua alma estava profundamente abalada, e não conseguia controlar suas emoções.
Sunamita com seus nervos abalados, e muito emotiva descarrega suas emoções em cima do profeta de Deus, por acaso pedi eu ao senhor que me desse um filho?
E não disse eu para não me enganar? Eu já estava acostumada com minhas condições, e sabia muito bem que já não seria mais possivel ter filhos e já havia me conformado com isto.
Agora vem o senhor e me enche de ilusões, quando já me tinha apegado à ele, leva o de mim.
Elizeu, tomando as dores daquela mulher fica consternado diante daquele quadro, e manda que seu criado Geazi fosse até onde estava o menino e colocasse o bordão sobre o rosto dele, e Geazi sai imediatamente para cumprir o que foi lhe ordenedo.
Sunamita inconformada implora à Elizeu, pedindo para que ele mesmo fosse ver seu filho.
Ela sabia que se houvesse alguma esperança, seria nas mãos dele, que apesar de estar muito atarefado, colocou em ordem seus afazeres.
Mesmo sabendo que poderia cumplicar em algumas areas de suas responsabilidades, mas acompanhou aquela mulher aflita até onde estava seu filho.
Enquanto a mulher se entendia com Elizeu, Geazi por sua vez entendendo que
Elizeu não poderia deixar seu posto de serviço não esperou nenhuma decisão saiu imediatamente a cumprir a ordem de Elizeu, colocou o bordão sobre o rosto do menino, seguindo as instruções de seu senhor.
Esperou um bom tempo mas não houve nenhuma reação, em vista disto sai de volta, e encontra com Elizeu e a mulher, que tambem vinha apressados, então ele diz para o seu senhor que o menino não reagiu e que ele estava realmente morto, sobre a cama que aquela mulher havia preparado para ele.
Então chegaram até aquele local, e Elizeu pediu que todos se retirassem deixando os a sós com o menino, consentra se todas as suas atenções voltadas para o menino, e ora ao senhor Deus.
Deitou sobre ele, colocou a sua boca na boca dele, seus olhos nos olhos dele, suas mãos sobre as suas mãos, e se estendeu sobre ele ficando completamente ereto em cima daquele garoto.
Aquecendo assim a sua carne, repetiu o mesmo processo até que ele espirrou por sete vezes e abriu os olhos.
A mãe daquele garoto, desiludida mas esperançosa, havia saido, talvez para preparar alguma coisa para aquele servo de Deus se alimentar ou por outro motivo ignorado.
Mas saiu e Elizeu mandou que Geazi a chamasse; sem perda de tempo volta, e Elizeu a entrga seu filho são e salvo.
Agradecida ela mais uma vez se joga aos pés daquele servo consagrado, dedicado e obediente ao único e verdadeiro Deus, e se inclinou a terra em sinal de agradecimento, depois levantou-se, pegou seu filho abraçando o forte, e saiu saltitando de alegria.
Ainda imbuida de emoção foi para casa agradecer a Deus, dali por diante, ela se sentia mais na obrigação de ajudar seu próximo, pois sabia que podia confiar em Deus.
(História baseada, em II Reis 4.v.8.a37.)
O que o amor de mãe não faz pelo seu filho?

ENI JOSÉ DE OLIVEIRA - 19/05/2008

Friday, May 16, 2008

// O VERDADEIRO AMOR DE MÃE //

// O VERDADEIRO AMOR DE MÃE //
May 16, '08 10:21 PMfor everyone
Também vemos uma historia, muito interessante e curiosa, trata-se do caso das duas mulheres que leva uma questão ilária para que Salomão solucionasse.
A questão em destaque foi que as duas mulheres tiveram suas crianças com diferença de apenas treis dias uma da outra, e moravam na mesma casa.
Uma das mulheres por ironia de sua sorte, deitou-se sobre sua criança e-a matou, inconformada com a perda do filho, usando da desonestidade, tenta ludibriar a sua parceira de quarto.
Aproveitou o seu pesado sono e trocou as crianças, colocando a criança morta no lugar da viva; no dia seguinte quando a mãe do menino vivo acorda, constata que foi ludibriada e grita apavorada.
Ela tinha certeza que seu filho estava vivo, e que nada teria acontecido à ele, após longa discursão decide levar o problema para ser discutido na corte.
Mediante o que foi relatado: Salomão, foi logo tomando a mais sábia decisão.
Para colocar as duas em prova, quis primeiro chamar à atenção de suas sensibilidades.
A mãe falsa queria ser mais convincente, queria a todo custo que Salomão acreditasse em suas palavras, mais Salomão não iria acreditar em nenhuma delas sem que antes, tivesse total consciência de suas atitudes a serem tomadas.
Então o rei Salomão mandou que o seu soldado separasse o menino em duas partes: e entregasse uma parte para cada uma.
Imediatamente a mãe verdadeira demonstra o verdadeiro amor de mãe, e prontificou logo em dar seu filho vivo para aquela mulher, porque melhor seria o filho vivo na mão de sua adverssária do que morto e dividido.
E mesmo assim à outra mulher ainda queria que se fizesse o que o rei propunha em fazer, separar o menino, pois ela tinha certeza que aquele filho não era o seu.
Isto sim é que é prova de malcaratismo, que foi logo notado por Salomão, que logo de imediato toma a decisão certa e entrega o menino são e salvo para sua verdadeira mãe, e a justiça foi feita, porque havia nele a sabedoria vinda de Deus.
Quando amamos alguém verdadeiramente: nossa sensibilidade fragiliza-se de maneira dificil de se explicar, ficamos mais emotivos e vulneráveis.
Quando perdemos alguem que amamos: seja por motivo de morte ou de mudança de nosso convivio, vem aquela sensação extranha e nos dá vontade de chorar.
Com Jesus também não foi diferente: ele também se emocionou e chorou pela morte de seu amigo Lazaro.
Jesus quando veio ao mundo, ele veio em forma humana, com as mesmas caracteristicas, vontades sensações e sentimentos que qualquer outra pessoa, portanto ele sentia dores e sofria as mesmas emoções, por isto ele chorou, ao ver seu amigo morto.
Sofria também por ver o sofrimento daquelas pessoas, que como ele também amavam muito, a Lazaro, então ora a seu pai e suplica para que-o ressucite.
Nesta historia, nota-se que Lazaro e suas irmãs eram pessoas queridas na comunidade em que viviam, eram pessoas consideradas e amadas por todos, e que sabiam impor respeito com o seus modos simples de viver.
Eram felizes e sabiam lidar com todos, o respeito que o povo tinha por eles era marcado com suas atitudes, eram simples mais honestos e cumpridores com seus deveres, virtudes estas que adiquirira com o Mestre em sua longa convivência, pareciam da mesma famili
Quando amamos alguém queremos sempre o melhor pra ele, estar sempre perto e prontos para qualquer emergência, ou pelo menos estar em sintonia com os acontecimentos do seu dia a dia.
Também Jesus era assim, ele se preocupava com seus amigos, tanto que quando recebeu a noticia da morte de Lazaro deixou tudo o que estava fazendo e se prontificou logo em voltar à aldeia onde moravam seus amigos.
Mesmos colocando a sua propria vida em risco, pois quando saiu da Judéia ele foi praticamente expulso, pois não aceitavam os seus ensinamentos e ainda-o acusavam de blasfemador, e o procuravam para matá-lo.
Jesus, usa de sua astúcia e sabedoria, para voltar a Judéia sem ser visto pelos seus inimigos e com isto nos dá uma grande lição, se andarmos durante o dia facilmente seremos vistos, ao contrario fica tudo escuro e tropeçamos facilmente.
Mas para os que andam com Jesus não tropessará porque Jesus é a Luz do mundo, ele ilumina nossos caminhos e não precisamos temer mal algum.
Também a morte de Lazaro, servia para Jesus mostrar aquele povo incrédulo a acreditar na grandeza e no poder de Deus.
Outra lição muito importante, foi quando Jesus manda que retirasse a pedra, Jesus poderia perfeitamente dar uma simples ordem e a pedra se removeria, sem que ninguem precisassem tocar nela.
Mas para que servisse de lição para nós, que cada um faça a sua parte: aquilo que é de nossa responsabilidade fazer temos que fazer com dedicação e bem feito, e de boa vontade e não esperar que alguem faça por nós, por isto Jesus ordena, retirai a pedra.

ENI JOSÉ DE OLIVEIRA - 16/05/2008

Thursday, May 15, 2008

// O AMOR É A BASE DE NOSSA EXISTÊNCIA //

// O AMOR É A BASE DE NOSSA EXISTÊNCIA //
May 14, '08 1:59 PMfor everyone
Mês de maio, é o mês das mães, da família, e do amor. Vamos abordar estes assuntos, no decorrer destes dias.
O amor é a base principal na realização de nossos objetivos e de nossos sonhos.
Tudo quanto fizermos para nosso crescimento espiritual ou mesmo material, temos que faze-lo com amor, e fé, e sobretudo com responsabilidade, assim teremos mais chances de obtermos resultados positivos, ao contrário disto, a tendência é fracassar.
O amor é o primeiro na lista do fruto do Espirito.
O amor é caridade, bondade é mansidão, o amor é alegria prazer é paz é temperança.
A naureza do amor é: ativa benigna e criativa e sempre se renova a cada momento.
O amor sempre vem acompanhado de ternura compreensão e compaixão, no amor se manifesta a realidade da fé de cada um.
O amor é sobretudo, a maior das graças que um cristão possa receber.
Em meios de ódio e violência, paga-se o mal com o mal, sob à orientação maléfica de satanás, em muitos casos paga-se até o bem com o mal, certo seria pagar o bem com bem, melhor ainda pagar o mal com o bem, esta seria a melhor das virtudes que alguém poderia ter na vida.
A maior prova de amor já demonstrada: foi o sacrificio de Jesus Cristo, em remissão de nossos pecados; pelo imenso amor de Deus aos pecadores, porque Deus não quer que ninguém se perca, mas que arrependam-se de seus pecados, e goze a paz e a felicidade eterna.
Amar é entregar-se a si proprio em beneficio de outra pessoa sem esperar nada em troca, é se preocupar com o bem estar dos outros.
O amor é a chave que abre os nossos corações, e nos sensibiliza com o sofrimento dos outros, e nos afasta das barreiras do pessimismo e do egoismo.
O amor verdadeiro, não tem fingimento é sincero, quem não ama seu proximo, tambem o amor de Deus não está nele.
Quem não pratica a justiça e não ama seu proximo, não é de Deus, João 3v10
se estamos em Deus, temos prazer em servir nossos irmãos, a palavra de Deus está sempre nos alertando para o amor.
É mandamento de Deus que nos amemos uns aos outros.
Quem pratica o amor: pratica as bôas obras e fazer caridade ajudar seu irmão nessecitado, praticar o bem é conquistar pontos nas graças de Deus, mas isto não significa que poderá através de boas obras ganhar a salvação.
Para isto é preciso em primeiro lugar arrepender-se de seus pecados e aceitar Jesus como seu único e suficiente Salvador.
É dever nosso olhar para as dificuldades de nosso proximo e fazer o que estiver ao nosso alcance para ajudá-lo.
Só que muitas vezes não olhamos para as necessidades nem de nossos próprios parentes, que está mais próximo.
Quanto mais. o nosso próximo mais distante, e isto não está de acordo com a vontade de Deus e vamos ser cobrados por isto.
A essência do amor está justamente no sacrificio proprio em beneficio de outro, este tipo de amor não depende de alguma coisa que ele fez, venha a fazer ou deixe de fazer, isto é amor incondicional porque o amor verdadeiro não impõe condições, é espontâneo e voluntario, vem do coração, é sincero.
O que dispomos a fazer pelo nosso proximo, não é para ser vangloriado, a palavra de Deus nos ensina que o que a nossa mão direita fizer à esquerda, não precisa tomar conhecimento. Mat. 6.v.3
Mesmo não sabendo expressar o amor, sentimos o amor e este sentimento nos aproxima mais de Deus.
Amor ao proximo significa, ser sensivel `a as suas angústias e necessidades, é olhar com simpatia toda a sua ansiedade, é partilhar com ele a sua bondade e ternura, é sofrer com ele as decepções de seus problemas.
Amor ao proximo: é praticar a hospitalidade é abençoar em vez de amaldiçoar.
Amar as pessoas favorecidas e amigas é direito é fácil, mas amar aquelas pessoas, que as vezes está até nos perseguindo, ou até nos desprezando, aquela pessoa que nem sempre é um bom exemplo, isto sim, prova que somos superior a mesquinharia.
E Deus aprova a nossa atitude, pois ele manda amar até nossos inimigos.
Amor é alegrar-se com a felicidade do outro é tomar as dores do seu semelhante é estar com ele nos momentos de aflição e tristeza
Amor é se esforçar em promover a paz com todos, é não querer fazer justiça com as proprias mãos, pois a justiça e a vingança estão nas mãos de Deus.
Somente ele tem poderes para julgar ou condenar o sentimento de uma pessoa, pois ele conhece os pensamentos e o coração de cada um.
O amor verdadeiro vindo de Deus, é a base que sustenta nossa existência, porque com amor fica muito mais facil o entedimento entre as pessoas, existe mais compreensão
mais paciência mais tolerância.
Tornando o nosso dia a dia mais saudável e muito mais feliz é o que chamamos de boa qualidade de vida, e isto contribue para o aprendizado de boa convivência com o nosso próximo.
A nós não cabe o direito de julgar, devemos olhar os erros de nosso irmão com simpatia, mesmo que o seu erro nos atinge direta ou indiretamente.
Se temos o amor de Deus em nós, também temos forças para amar e perdoá-lo com todas as suas falhas.
Precisamos estar sempre prontos e disponiveis para servir e dar todo apoio nescessário, não podemos deixar de fazer a nossa parte.
Uma lição de solidariedade humana e amor ao próximo, é a história do bom Samaritano, ele não mediu conssequências e nem tão pouco se importou com o quanto iria gastar com uma pessoa que nunca havia visto antes.
Mas se compadeceu, e tomou logo as iniciativas para ajudar aquele infortunado, que era seu próximo anônimo precisando de ajuda.
E de imediato colocando-se a disposição para praticar uma boa ação, fazendo uma caridade para aquele desconhecido.
Nem sempre encontramos pessoas assim, pois a maioria querem tirar proveito da situação, quando se dispõe em ajudar alguém, já estão pensando em quanto vão lhes render aquele favor.
Em muitos casos enquanto decidem, se ajudam ou não ajudam, quando decidem já não precisam mais dos seus prestimos, a indecisão segam as pessoas e quando decidem chegam sempre atrazados quando o que tinha de acontecer já aconteceu e já não adianta mais a sua intervenção. (Continua)

ENI JOSÉ DE OLIVEIRA - 14/05/2008

// O EGOISMO É O MAIOR INIMIGO DO HOMEM


// O EGOISMO É O MAIOR INIMIGO DO HOMEM //
May 15, '08 5:48 PMfor everyone
Muitos não buscam mais a se satisfazerem, através de um bom relacionamento com Deus e com o seu próximo e sempre se afastando mais da presença de Deus, acaba por ficar no anônimato.
Querem fazer tudo sem contar com ninguém e estão sempre ocupados a procura de grandes realizações, se acham superiores e querem definir suas vidas por si só, e é ai que está o erro, pois todos nós devemos ser recíprocus uns com os outros, ninguém é ninguém sem ninguém.
O egoismo é o maior inimigo do homem, precisamos entender que para conquistarmos a felicidade temos que nos envolver com outros.
Pois sem o diálogo não chegamos a lugar nenhum, a comunhão com nossos irmãos é de suma importancia para uma convivência sadia e harmoniosa.
Se amamos, respeitamos e levamos a sério o nosso irmão, temos de deixar transparecer a nossa confiança por ele e procurar compreendê-lo, saber ouví-lo e incentivá-lo, não podemos dar lugar para o egoismo.
E dar o melhor possivel de nosso tempo na busca de soluções de seus problemas, mas nunca sensurar a suas atitudes mesmo sabendo que ele está errado.
Mais tarde quando já de cabeça fria ele vai penssar nos consselhos dados e chegará a conclusão de seus erros, e assim corrigi-los.
Amar é estar sempre presente.
Nossa felicidade nosso contato com amigos, nossa alegria a nossa satisfação em familia e com todos os que nos cercam, dependem de nossa comunicação.
O que fazemos de bom ou de ruim é repercursão de nosso comportamento com quem nos relacionamos, por isto temos que encarar com responsabilidade e tratar o nosso semelhante com seriedade e respeito.
Na Biblia vemos muitas historias de amor e considerção e gratidão como no caso de Rute e Noemi (nora e sogra), apesar das circunstâcias em que viviam.
Rute não tinha obrigação nenhuma em ficar ao lado de Noemi, uma vez que ficara viuva, e sabia perfeitamente que Noemi não tinha como lhe sustentar pois tambem ficara viúva.
Mas Rute se prontificou em passar juntas as nessecidades que a vida estava-lhe impondo, com toda considerção e respeito que tinham uma pela à outra, não poderiam ter final mais feliz. (Leiam a historia de Rute e Noemi, todo livro de Rute, na Biblia)
A historia de Sansão, tambem nos chama`a atenção, no que se refere ao amor, é importante observar, que, enquanto Sansão estava sob os cuidados de Deus, ele era um homem invensível.
A sua queda começou no momento em que ele resolveu se afastar de Deus querendo resolver seus desafetos por conta própria.
Também vemos a sua fraqueza quando se deixa levar pelos encantos de Dalila é o que chamamos de atração fisica pois não existia o amor verdadeiro entre eles, pela beleza de Dalila foi seduzido, e levado a morte.
Aquele bravo homem guerreiro imbativel, com uma força invejada, capaz de matar um leão com as proprias mãos, com uma cabeça de jumento colocar mil homens por terra.
Se via agora impotente diante de uma mulher poderosa pela sua beleza, diante daquela mulher ele se sentia como se fosse um pequeno brinquedo em suas mãos.
No paraiso Deus exigiu obediência de Adão e Eva, quando a serpente-os convenceu e fez com eles desobedecessem as ordem de Deus, o fracasso e a queda foi inevitavel, tiveram que pagar pelas suas ingenuidades.
No caso de Sansão a serpente foi Dalila, tudo parecia perfeito era invejado por todos, só que ele não sabia que seria aquela mulher em que depositara toda sua confiança é que viria a trai-lo mais tarde.
Quando se deu conta da situação em que se metera já não tinha mais como voltar atraz.
Arrependido clama: e Deus, lhe dá a ultima chance de concretizar o seu objetivo que era de libertar o povo de isrrael das mãos dos filisteus.
Esta incumbência Deus já havia designado à ele desde antes de seu nascimento, e em sua morte ele matou mais filisteus que em toda a sua vida e o povo de Isrrael foi libertado, cumprindo assim o que Deus lhe ordenara.

ENI JOSÉ DE OLIVEIRA - 15/05/2008