NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Friday, December 30, 2016

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/65 -- Co...

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/65 -- Co...:      O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS                                PARTE - 65 Dois anos se passaram desde que Saul se tornou r...

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/65 -- Continuação --- "Dentro do grande peixe, Jonas ora, e clama ao Senhor teu Deus, e disse: na minha angustia, clamei ao Senhor e ele me respondeu, do ventre do inferno gritei e tu ouviste a minha voz. Porque tu me lançaste no profundo, no coração dos mares e a corrente me cercou, todas as tuas ondas e tuas vagas têm passado por cima de mim, e eu disse lançado estou de diante dos teus olhos. Todavia tornarei a ver o templo da tua santidade, desci até aos fundamentos dos montes, os ferrolhos da terra correram-se sobre mim para sempre. Mas tu livraste a minha vida da perdição ó Senhor meu Deus, quando desfalecia em mim a minha alma, eu me lembrei do Senhor e entrou a ti a minha oração, no templo da tua santidade"

     O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                               PARTE - 65

Dois anos se passaram desde que Saul se tornou rei em Israel, seu quartel general estava montado e muito bem preparado, seu filho Jônatas era seu braço direito e nele depositava total confiança.
Na batalha contra os filisteus, dele foi anunciada a primeira vitória, pois toda guarnição dos filisteus que estava em Gibeá veio a baixo.
Os filisteus, mediante ao fracasso, toma suas precauções e reforça seu batalhão, munido de 30 mil carros e seis mil cavaleiros, e mais todo povo em grande multidão.
Só que o verdadeiro libertador dos israelitas, não era nem Saul e muito menos Jônatas, mas O Senhor dos Exércitos o Deus vivo.
Vendo os filisteus que com Deus não adiantava lutar, não lhes restava mais nenhuma alternativa a não ser fugir.
Saul achou por bem deixar de perseguir os filisteus, que foram para suas casas.
Durante o reinado de Saul, houve muitas batalhas contra seus inimigos em redor, são eles: Moabe, os filhos de Amom, Edom, os reis de Zoba, e contra os filisteus, todos os que passassem por ele eram castigados rigorosamente.
Libertando os Israelitas das mãos dos que os saqueavam.
O conflito entre Israel e os filisteus parecia não ter fim.
Os amalequitas tinha uma divida antiga com o povo de Israel quando foram tirados do Egito, tentando atrapalhar os planos de Deus na caminhada do povo, Deus se lembra disto e através de Samuel, encarrega Saul a fazer esta cobrança que precisava ser cobrada a qualquer custo.
Saul contraria a vontade de Deus
A ordem de Deus para Saul é que os amalequitas fossem destruídos totalmente, e a tudo que pertencesse a eles, a raça dos amalequitas deveria ser extirpada da face da terra.
Mas, a ganância de Saul o fez desobedecer às ordens de Deus, e despojou do melhor que tinha os amalequitas, gados ovelhas e outros bens, e também poupou a vida de Agague rei dos amalequitas.
Naturalmente, que devem ter escapado muitos outros, uma vez que Saul estava muito preocupado em se apoderar dos bens daqueles infelizes (Isto não consta na Bíblia, é simplesmente dedução nossa).
Deus fica muito contrariado com a atitude de Saul, esta atitude marca mais um ponto negativo a Saul, pois ele já havia falhado quando fez um voto atrevido, deixando seu exército sem se alimentar depois de um exausto e longo dia, e mais uma noite de batalha contra os filisteus, impondo ao povo em juramento de não comer nada até a tarde.
Imaginemos que, depois de tanto sofrimento, tanto desgaste físico, ainda ter que ficar sem se alimentar, esperando pela boa vontade de Saul, naturalmente que muitos já estavam debilitados em vista do grande esforço na batalha e já não estavam suportando esperar por mais tempo sem se alimentar.

E Saul impõe o juramento sob pena de morte a quem desobedecesse tal juramento.

                          ---- EJO --- Continua


" B L O G - DO - O L I V E I R A " : A ESSÊNCIA DO AMOR -- PARTE -- 44

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : A ESSÊNCIA DO AMOR -- PARTE -- 44:                          A ESSÊNCIA DO AMOR                                     PARTE - 44 O amor verdadeiro vindo de Deu...

A ESSÊNCIA DO AMOR -- PARTE -- 44



                         A ESSÊNCIA DO AMOR

                                    PARTE - 44



O amor verdadeiro vindo de Deus, é a base que sustenta nossa existência, porque com amor fica muito mais fácil o entendimento entre as pessoas, e existe mais compreensão, mais paciência mais tolerância.
Tornando o nosso dia a dia mais saudável e muito mais feliz é o que chamamos de boa qualidade de vida, e isto contribui para o aprendizado de boa convivência com o nosso próximo.
A nós não cabe o direito de julgar, devemos olhar os erros de nosso irmão com simpatia, mesmo que o seu erro nos atinja direta ou indiretamente.
Se temos o amor de Deus em nós, também temos forças para amar e perdoá-lo com todas as suas falhas.
Precisamos estar sempre prontos e disponíveis para servir e dar todo apoio necessário, não podemos deixar de fazer a nossa parte.
Uma lição de solidariedade humana e amor ao próximo é a história do bom Samaritano, ele não mediu conseqüências e nem tão pouco se importou com o quanto iria gastar com uma pessoa que nunca havia visto antes.
Mas se compadeceu, e tomou logo as iniciativas para ajudar aquele infortunado, que era seu próximo anônimo precisando de ajuda.
E de imediato colocando-se a disposição para praticar uma boa ação, fazendo uma caridade para aquele desconhecido.
Nem sempre encontramos pessoas assim, pois a maioria quer tirar proveito da situação, quando se dispõe em ajudar alguém, já estão pensando em quanto vão lhes render aquele favor.
Em muitos casos enquanto decide se ajuda ou não ajuda, quando decide já não precisa mais dos seus préstimos.
A indecisão sega as pessoas e quando decidem chegam sempre atrasados quando o que tinha de acontecer já aconteceu e já não adianta mais a sua intervenção.


                               --- EJO ---- Continua




Thursday, December 29, 2016

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/64 -- Co...

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/64 -- Co...:      O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS                                 PARTE - 64 Os mensageiros de Jabes vindo na divisa de Is...

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/64 -- Continuação -- " Comparando o peso do pecado de Jonas com o peso de todas as mercadorias que foram lançadas ao mar, o peso do pecado era muito maior que tudo quanto foi jogado fora. Pois logo que Jonas foi retirado do navio tudo voltou à calmaria, mesmo depois que rogaram ao Senhor, a não culpa-los pela morte de Jonas, ainda assim se sentiam culpados. E queriam a qualquer custo se livrar daquela culpa, oferecendo sacrifício ao Senhor, e fizeram votos, naturalmente que seria para mudar de vida e confiar mais em Deus, Quando Jonas foi jogado ao mar, Deus preparou um grande peixe, para que o tragasse, e esteve Jonas três dias e três noites no ventre do grande peixe, lá nas profundezas das águas"


     O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                                PARTE - 64

Os mensageiros de Jabes vindo na divisa de Israel na cidade de Gibeá, transmitindo ao povo a incumbência que lhes foram encarregados, deixando todo povo em desespero, e todo povo levantou a sua voz, e chorou.
Saul estava vindo do campo, tocando uma junta de bois, e intrigado com o choro do povo, procura saber o que se passava.
E contaram a Saul, tudo o que ouvira dos homens de Jabes.
Neste momento o Espírito de Deus se apodera de Saul, que ao ouvir estas palavras, ascendeu grandemente a sua ira.
Matou os dois bois, cortou os em pedaços, e os enviou a todos em todas as divisas pelas mãos dos mensageiros, dizendo:
Qualquer que não sair atrás de Saul e de Samuel, assim se fará aos seus bois.
E o temor do Senhor caiu sobre o povo, e saíram como um só homem, ou seja, foram unânimes em seguir Saul e Samuel.
Batalha contra os Amônitas:
Os mensageiros de Jabes voltam e transmitem a mensagem de libertação, e que eles não precisavam temer os amônitas, e assim o povo de Jabes se alia a Saul com grande satisfação.
Logo que amanhece o dia, os Israelitas cada um em seu posto de guarda na expectativa aguardando as ordens de Saul.
Saul ordena as companhias a vir para o meio do arraial, e começa a grande batalha.
Dos amônitas que sobraram se espalharam de maneira tal que não sobraram dois deles juntos.
E assim Saul vence os amônitas, mas os que amotinaram contra ele não participaram da batalha, e os Israelitas, lembram disto e propõe sair em busca deles, para os matarem.

Mas, Saul não concorda, pelo menos naquele dia, pois ainda estava saboreando a vitória sobre os amônitas, e sobre tudo reconhecendo que a batalha não foi ganha por ele, mas que o Senhor operou grandemente para o livramento de Israel.

                              --- EJO --- Continua



" B L O G - DO - O L I V E I R A " : A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE -- 43

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE -- 43:                         A ESSÊNCIA DO AMOR                                    PARTE - 43 O que dispomos a fazer pelo nosso ...

A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE -- 43


                        A ESSÊNCIA DO AMOR

                                   PARTE - 43



O que dispomos a fazer pelo nosso próximo, não é para ser vangloriada, a palavra de Deus nos ensina que o que a nossa mão direita fizer à esquerda, não precisa tomar conhecimento.
Mat. 6.v.3
Mesmo não sabendo expressar o amor, sentimos o amor e este sentimento nos aproxima mais de Deus.
Amor ao próximo significa ser sensível a as suas angústias e necessidades, é olhar com simpatia toda a sua ansiedade, é partilhar com ele a sua bondade e ternura, é sofrer com ele as decepções de seus problemas.
Amor ao próximo: é praticar a hospitalidade é abençoar em vez de amaldiçoar.
Amar as pessoas favorecidas e amigas é direito é fácil, mas amar aquelas pessoas, que às vezes está até nos perseguindo, ou até nos desprezando, aquela pessoa que nem sempre é um bom exemplo, isto sim, prova que somos superiores a mesquinharia.
E Deus aprova a nossa atitude, pois ele manda amar até nossos inimigos.
Amar é alegrar-se com a felicidade do outro é tomar as dores do seu semelhante é estar com ele nos momentos de aflição e tristeza
Amar é se esforçar em promover a paz com todos, é não querer fazer justiça com as próprias mãos, pois a justiça e a vingança estão nas mãos de Deus.

Somente ele tem poderes para julgar ou condenar o sentimento de uma pessoa, pois ele conhece os pensamentos e o coração de cada um.

                           ---- EJO ---- Continua


Wednesday, December 28, 2016

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/63 --- ...

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/63 --- ...:         O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS                                 PARTE - 63 Dia seguinte bem cedo ainda de madrugada, ...

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/63 --- Continuação --- "Então remavam desesperadamente sem parar esforçando-se por alcançar a terra, mas o mar ia se embravecendo cada vez mais contra eles, tornando impossíveis aquelas manobra. Mediante a tanto sufoco eles se justificam para que Deus não os repreendessem, pois teriam de tomar aquela atitude, aí clamaram ao Senhor e disseram Ah! Senhor! Nós te rogamos! Por causa da vida deste homem, e não ponha sobre nós o sangue inocente; porque tu Senhor fizeste como te aprouve. Levantaram Jonas e o lançaram ao mar, e naquele mesmo instante o mar cessou a sua fúria;"


        O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                                PARTE - 63

Dia seguinte bem cedo ainda de madrugada, Samuel chama Saul ao terraço de sua casa dizendo: levanta-te, e despedir-te-ei.
Saíram os dois, mais o moço que o acompanhava, até a divisa da cidade, Samuel pede que o companheiro de Saul andasse a sua frente para que pudesse falar mais confidencialmente.
Finalmente Samuel deixa escapar o motivo de tanta consideração, chamando a atenção de Saul para as palavras que Deus tinha dado para ser transmitido a ele.
Samuel pega um vaso de azeite e derrama sobre sua cabeça, e beijando o disse:
Porventura não te tem ungido o Senhor por capitão sobre a sua herdade.
As instruções que o Senhor passou a Samuel ele as transmite a Saul, e tudo aconteceu segundo o que Deus queria que acontecesse, e ele elege Saul como rei do povo de Israel, segundo a vontade do povo, porém com a permissão de Deus,mas, nem todos concordam.
E nem aprovaram o que foi decidido, sendo rejeitado, pelos filhos de Belial que disseram:
É este o que nos há de livrar? E revoltados, não lhe trouxeram presente algum em sinal de protesto e desprezo, mas Saul ignorou estas atitudes e se fez de surdo.
Os rebeldes, logo se prontificaram a conseguir aliados.
Naás, o líder dos amonitas, foi procurado pelos homens de Jabes, com uma proposta de servi-los, se fizesse aliança com eles; na expectativa de uma proteção, caso entrasse em conflito com alguns dos povos vizinhos.
Acontece, que Naás o amonita, sabendo que não seria nada fácil tal aliança, faz uma contra proposta absurda, sabendo que eles não cumpririam tais condições.
A condição seria que teriam de arrancar o olho direito de todos, para assim afrontar todo Israel, e seu reinado.
Mesmo com esta proposta absurda, eles não desistem, e solicita um prazo de sete dias para que se cumprisse o combinado, este prazo seria o suficiente para mandar mensageiros as divisas de Israel.

Caso não encontrasse quem os defendessem ou mesmo liderasse o grupo em frente de batalha, ai então se aliaria e lutariam ao lado dos amonitas.

                            --- EJO --- Continua






" B L O G - DO - O L I V E I R A " : A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE - 42

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE - 42:                           A ESSÊNCIA DO AMOR                                     PARTE - 42 Amar é entregar-se a si próprio...

A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE - 42


                          A ESSÊNCIA DO AMOR

                                    PARTE - 42



Amar é entregar-se a si próprio em beneficio de outra pessoa sem esperar nada em troca, é se preocupar com o bem estar dos outros.
O amor é a chave principal  que abre os nossos corações, e nos sensibiliza com o sofrimento dos outros, e nos afasta das barreiras do pessimismo e do egoísmo.
O amor verdadeiro, não tem fingimento é sincero, quem não ama seu próximo, também o amor de Deus não está nele.
“Quem não pratica a justiça e não ama seu próximo, não é de Deus” João 3 v 10
Se estivermos em Deus, temos prazer em servir nossos irmãos, a palavra de Deus está sempre nos alertando para o amor.
É mandamento de Deus que nos amemos uns aos outros.
Quem pratica o amor: pratica as boas obras, e fazer caridade ajudar seu irmão necessitado, praticar o bem é conquistar pontos nas graças de Deus, mas isto não significa que poderá através de boas obras ganhar a salvação.
Para isto é preciso em primeiro lugar arrepender-se de seus pecados e aceitar Jesus como seu único e suficiente Salvador.
É dever nosso olhar para as dificuldades de nosso próximo e fazer o que estiver ao nosso alcance para ajudá-lo.
Só que muitas vezes não olhamos para as necessidades nem de nossos próprios parentes, que é o próximo, mais próximo.
Quanto mais o nosso próximo mais distante, e isto não está de acordo com a vontade de Deus e vamos ser cobrados por isto.

A essência do amor está justamente no sacrifício próprio em beneficio de outro, este tipo de amor não depende de alguma coisa que ele fez, faz, venha a fazer ou deixe de fazer, isto é amor incondicional porque o amor verdadeiro não impõe condições, é espontâneo e voluntário, vem do coração, e é sincero.

                            --- EJO --- Continua


Tuesday, December 27, 2016

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/62 -- Co...

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/62 -- Co...:      O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS                              PARTE - 62 Deus escolhe Saul para ser rei em Israel, atende...

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/62 -- Continuação ------ Mais uma vez Jonas tenta enganar a Deus tentando se matar para se ver livre daquele compromisso, só que não imaginava que Deus teria providenciado um grande peixe, para apanhá-lo. Então ele disse, levantai-me e lançai-me ao mar, e o mar se aquietará, porque eu sei que por minha causa vos sobreveio esta tempestade. Na tentativa de conseguirem vencer a tempestade os marinheiros remavam num esforço sub-humano. Pois não queriam obedecer ao pedido de Jonas em laçá-lo ao mar, eles temiam que pudessem receber alguma retaliação ou algum tipo de castigo, se o jogassem no mar"


     O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                             PARTE - 62

Deus escolhe Saul para ser rei em Israel, atendendo o pedido do povo:

Apesar de Samuel estar um tanto atarefado com os sacrifícios, ele foi revelado por Deus para atender aqueles moços, Samuel sabia com quem estava se relacionando, pois Deus já havia falado a ele no dia anterior, e se lembrou disto.
Mas, Saul estava falando com Samuel e nem poderia imaginar que ele seria a pessoa que estava procurando.
Pra ele, ele estaria falando com uma pessoa qualquer que pudesse dar a ele a informação que estava procurando.
Quando Samuel lhe dirige a palavra, a primeira coisa que veio em sua mente era perguntar pelo tal vidente, onde era a casa dele.
Então Samuel responde que era ele a quem procurava, e convida o a se aproximar de sua casa e almoçar com ele e estar com ele todo o dia.
Prometendo que pela manhã ele o despediria para retornar a sua casa, com a promessa de declarar tudo o que se passava no coração de Saul, e também a respeito das tais jumentas que estavam desaparecidas.
Dizendo para que não se preocupasse mais com elas, porque já foram encontradas.
Samuel queria deixar transparecer para Saul o valor que tinha perante o povo de Israel, pois ele era o escolhido para ser o rei daquele povo, que também seu pai e sua familia seriam beneficiados com tal acontecimento.
Saul, não entendo bem o que Samuel queria dizer com aquelas palavras, se colocando inferior aos elogios de Samuel, disse: Porventura não sou eu filho de Benjamim, da mais pequena das tribos de Israel?
E a minha família a mais pequena de todas as famílias da tribo Benjamim?
Porque, pois me falas com semelhantes palavras?
Samuel conduziu os dois ao lugar onde estava sendo feito a reunião, exatamente para tratar do assunto de escolher o rei para o povo de Israel.
Foram convidados para esta reunião cerca de trinta homens, os mais influentes dos filhos de Israel, e Samuel colocou os no topo da mesa, deixando Saul ainda mais intrigado; em sua mente estava sempre à pergunta, porque estão me tratando assim?
Para complicar ainda mais a situação Samuel manda que o cozinheiro servisse Saul em primeiro lugar, dizendo que tudo aquilo estava reservado para ele, e para esta ocasião especial tinha convidado o povo, mais confuso ficou Saul sem entender nada.

Comeram até se fartarem, o resto do dia foi para se conhecerem melhor.

                         ---- EJO ---- Continua


" B L O G - DO - O L I V E I R A " : A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE - 41

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE - 41:                        A ESSÊNCIA DO AMOR                                       PARTE - 41 No paraíso Deus exigiu obediência...

A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE - 41


                       A ESSÊNCIA DO AMOR

                                      PARTE - 41



No paraíso Deus exigiu obediência de Adão e Eva, quando a serpente-os convenceu e fez com eles desobedecessem às ordens de Deus, o fracasso e a queda foram inevitáveis, tiveram que pagar pelas suas ingenuidades.
No caso de Sansão a serpente foi Dalila, tudo parecia perfeito era invejado por todos, só que ele não sabia que seria aquela mulher em que depositara toda sua confiança é que viria a traí-lo mais tarde.
Quando se deu conta da situação em que se metera já não tinha mais como voltar atrás.
Arrependido clama: e Deus, lhe dá a ultima chance de concretizar o seu objetivo que era de libertar o povo de Israel das mãos dos filisteus.
Esta incumbência Deus já havia designado a ele desde antes de seu nascimento, e em sua morte ele matou mais filisteus que em toda a sua vida e o povo de Israel foi libertado, cumprindo assim o que Deus lhe ordenara.
COM AMOR TUDO FICA MAIS FÁCIL.
O amor é a base principal na realização de nossos objetivos e de nossos sonhos.
Tudo quanto fizermos para nosso crescimento espiritual ou mesmo material, temos que fazê-lo com amor, e fé, e, sobretudo com responsabilidade, assim teremos mais chances de obtermos resultados positivos, ao contrário disto, a tendência é fracassar. 
O amor é o primeiro na lista do fruto do Espírito.
O amor é caridade, bondade é mansidão, o amor é alegria prazer, é paz, é temperança.
A natureza do amor é: ativa benigna e criativa e sempre se renova a cada momento.
O amor sempre vem acompanhado de ternura compreensão e compaixão, no amor se manifesta a realidade da fé de cada um.
O amor é sobre tudo, a maior das graças que um cristão possa receber.
Em meios de ódio e violência, paga-se o mal com o mal, sob à orientação maléfica de satanás, em muitos casos paga-se até o bem com o mal, certo seria pagar o bem com bem, melhor ainda pagar o mal com o bem, esta  atitude seria a melhor das virtudes que alguém poderia ter na vida.

A maior prova de amor já demonstrada: foi o sacrifício de Jesus Cristo, em remissão de nossos pecados; pelo imenso amor de Deus aos pecadores, porque Deus não quer que ninguém se perca, mas que se arrependam de seus pecados, e goze a paz e a felicidade eterna.

                          --- EJO ---- Continua




Monday, December 26, 2016

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/61 -- Co...

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/61 -- Co...:       O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS                              PARTE - 61 E Samuel obedeceu às ordens de Deus, e transmit...

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/61 -- Continuação --- "À recriminação daqueles marinheiros tinha todos os motivos, pois apesar de não conhecer aquele Deus que Jonas falara, eles tinham total respeito por Ele e o temiam. Tinham certeza que ele estava fugindo da presença do Senhor, e agora em vista de seu relato, estavam sem saber o que fazer com ele, e perguntam, que te faremos nós, para que o mar se acalme? Porque o mar se eleva e engrossa cada vez mais; Jonas por muitas vezes pedia a morte, e Deus sempre o poupava, pois tinha dado um compromisso a ele que teria de ser cumprido a qualquer custo."


      O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                             PARTE - 61

E Samuel obedeceu às ordens de Deus, e transmiti ao povo tudo o que ouvira da boca do Senhor.
Mesmo sabendo, que seria dura a vida para eles após a nomeação de um rei, preferiram ignorar as palavras de Samuel e insistiram, para que nomeasse o rei.
Mediante a insistência do povo, que não mediam suas palavras em ofensas, sem se importar que tudo estava sendo falado diante aos ouvidos de Deus.
Então o Senhor disse a Samuel: Dá ouvidos à sua voz do povo e constitui-lhes um rei.
Daí por diante a missão de Samuel era escolher a pessoa certa  ou pelo menos o que julgasse a ser certo para assumir este posto.
Cada um dos filhos de Israel foram para suas cidades de origem.
Tempos depois, sem menos esperar, surge um homem de boa aparência e resoluto, seu nome era Saul, que estava à procura das jumentas de seu pai que havia desaparecido.
Que por muito procurar já estava perdendo as esperanças de encontrá-las, e também já estava preocupado com seu pai, pois a demora era grande sem ter nenhuma noticias deles.
O companheiro de Saul sabia que existia naquela região um homem de Deus e honrado por todos, que tudo quanto disser sucede infalivelmente, vamos até ele, e ele nos mostrará o caminho que devemos seguir.
Saul decide procurar o tal homem de Deus, mas, como por costumes da região, para se chegar a alguém para lhe pedir determinado favor naturalmente teriam que ter alguma coisa para lhe oferecer, e eles estavam desprevenidos, a única coisa que ainda restava em suas mãos era um quarto dum siclo de prata para dar ao Homem de Deus.
Antigamente em Israel, indo qualquer um consultar a um homem de Deus, ele o tratava como um vidente, que era propriamente o profeta.

E assim fizeram, na esperança que o profeta de Deus aceitasse a pouca quantia de dinheiro que tinha nas mãos, e os ajudassem.

                             --- EJO --- Continua


" B L O G - DO - O L I V E I R A " : A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE - 40

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE - 40:                         A ESSÊNCIA DO AMOR                                     PARTE - 40 Amar é estar sempre presente....

A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE - 40



                        A ESSÊNCIA DO AMOR 

                                   PARTE - 40



Amar é estar sempre presente.
Nossa felicidade nosso contato com amigos, nossa alegria a nossa satisfação em família e com todos os que nos cercam, dependem de nossa comunicação.  
O que fazemos de bom ou de ruim é repercussão de nosso comportamento com quem nos relacionamos, por isto temos que encarar com responsabilidade e tratar o nosso semelhante com seriedade e respeito.
Na Bíblia vemos muitas historias de amor e consideração e gratidão como no caso de Rute e Noemi (Nora e sogra), apesar das circunstâncias em que viviam. Rute não tinha obrigação nenhuma em ficar ao lado de Noemi, uma vez que ficara viúva, e sabia perfeitamente que Noemi não tinha como lhe sustentar pois também ficara viúva.
Mas Rute se prontificou em passar juntas as necessidade que a vida estava-lhe impondo, com toda consideração e respeito que tinham uma pela à outra, não poderiam ter final mais feliz.
(Leiam a historia de Rute e Noemi, todo livro de Rute, na Bíblia)
A história de Sansão, também nos chama a atenção, no que se refere ao amor, é importante observar, que, enquanto Sansão estava sob os cuidados de Deus, ele era um homem invencível.
A sua queda começou no momento em que ele resolveu se afastar de Deus querendo resolver seus desafetos por conta própria.
Também vemos a sua fraqueza quando se deixa levar pelos encantos de Dalila é o que chamamos de atração física, pois não existia o amor verdadeiro entre eles; pela beleza de Dalila foi seduzido, e levado a morte.
 Aquele bravo homem guerreiro imbatível, com uma força invejada, capaz de matar um leão com as próprias mãos, com uma cabeça de jumento colocar mil homens por terra.

Se via agora impotente diante de uma mulher poderosa pela sua beleza, diante daquela mulher ele se sentia como se fosse um pequeno brinquedo em suas mãos.

                              ---- EJO ---- Continua


Saturday, December 24, 2016

Friday, December 23, 2016

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/60 --- ...

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/60 --- ...:      O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS                                PARTE - 60 Enquanto Samuel viveu, Deus protegeu os filhos...

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/60 --- Continuação -- "Fizeram o sorteio e a sorte caiu exatamente em cima de Jonas, e Jonas foi obrigado a confessar tudo o que estava acontecendo. Depois de um minucioso interrogatório, queriam saber toda a origem de Jonas e porque estava acontecendo tudo aquilo, então lhe disseram. Declara-nos, tu, agora, porque razão nos veio este mal, que ocupação é a tua? E donde vens? Qual a sua terra, e de que povo és tu? Jonas um tanto desconcertado, sem saber o que responder se humilha e disse toda a verdade; eu sou Hebreu e temo ao Senhor Deus, do céu que fez o mar e a terra seca. Na medida em que Jonas contava tudo o que se passara com ele, os marinheiros apavoravam cada vez mais, e repreende a Jonas pela sua irresponsabilidade, porque fizeste tu isto?"


     O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                               PARTE - 60

Enquanto Samuel viveu, Deus protegeu os filhos de Israel das mãos dos filisteus.
Neste período não tinham o direito nem de se aproximarem da divisa de Israel, pois a mão do Senhor pesava sobre eles.
Todo prejuízo que os filisteus causaram a Israel foram restituídos, assim como as cidades e outros bens capturados ao longo das batalhas, e ouve paz entre Israel e entre os amorreus.
Durante toda vida, Samuel olhava por Israel, e ia de ano a ano visitar as cidades Betel, Gilgal, e Mispá, e todo comportamento do povo era julgado por ele.
Da sua casa em Rama, ele administrava todo o Israel, e dali ele julgava a todos, uns para honra outros para desonra, dependendo da gravidade do assunto; edificando ali um altar para glorificar ao Senhor.
Os filhos de Samuel são eleitos Juizes em Israel:
“Aquele que anda em sinceridade e pratica a justiça e fala verazmente segundo o seu coração.
Aquele que não difama com sua lingua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhuma afronta contra seu próximo” Salmo 15 v 2 e 3


Os anos se passaram e Samuel já velho, constitui os seus filhos por juizes em Israel, o mais velho se chamava Joel, o mais novo, Abia, e foram juizes em Berseba.
Só que, os filhos de Samuel, não seguiram seu exemplo, e resolveram entrar por outro caminho e se envolveram com todo tipo de corrupção, recebendo presentes em troca de livramento de sentença, como dias de hoje.
Os anciães de Israel vendo o rumo que estava tomando a situação se reuniram e foram a Ramá na casa de Samuel, relatar tudo o que estava acontecendo.
E disseram-lhe: Eis que já está velho e seus filhos não estão seguindo nos teus caminhos: Constitui, pois agora um rei para que reine sobre nós.
Assim como é em todos os lugares, todas as nações têm um rei que os governam, assim também eles queriam ser governados.
Dando responsabilidades específicas para um rei que os julgassem segundo as suas ações.
Naturalmente que Samuel não ficou satisfeito com o que ouvira, pois conhecia suas intenções e que não reconheciam tudo quanto Deus fez por eles e seus antepassados.
E um tanto amargurado ora, e Deus o atende de imediato, dizendo: Ouve a voz do povo em tudo quanto te disserem, pois não estão rejeitando a ti, mas, a mim, para eu não reinar sobre eles.
Conforme a todas as obras que fizeram desde o dia em que os tirei do Egito até aos dias de hoje, pois a mim me deixaram, e a outros deuses serviram, assim também te fizeram a ti.

Agora, pois, ouve a sua voz, porém protesta-lhes solenemente, e declara-lhes qual será o costume do rei que houver de reinar sobre eles.

                          --- EJO ---- Continua



" B L O G - DO - O L I V E I R A " : A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE - 39

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE - 39:                         A ESSÊNCIA DO AMOR                                     PARTE - 39 Também a morte de Lazaro, servia ...

A ESSÊNCIA DO AMOR - PARTE - 39


                        A ESSÊNCIA DO AMOR

                                    PARTE - 39



Também a morte de Lazaro, servia para Jesus mostrar aquele povo incrédulo a acreditar na grandeza e no poder de Deus.
Outra lição muito importante foi quando Jesus manda que retirasse a pedra, Jesus poderia perfeitamente dar uma simples ordem e a pedra se removia, sem que ninguém precisasse tocar nela.
Mas para que servisse de lição para nós, que cada um faça a sua parte: aquilo que é de nossa responsabilidade fazer temos que  fazer com dedicação e bem feito, e de boa vontade e não esperar que alguém faça por nós, por isto Jesus ordena, retirai a pedra.
 O EGOISMO É O MAIOR INIMIGO DO HOMEM
Muitos não buscam mais a se satisfazerem, através de um bom relacionamento com Deus e com o seu próximo e sempre se afastando mais da presença de Deus, acabam por ficarem em anonimatos.
Querem fazer tudo sem contar com ninguém e estão sempre ocupados a procura de grandes realizações.
Acham-se superiores e querem definir suas vidas por si só, e é ai que está o erro, pois todos nós devemos ser recíprocos uns com os outros, ninguém é ninguém sem ninguém.
O egoísmo é o maior inimigo do homem, precisamos entender que para conquistarmos a felicidade temos que nos envolver com outros.
Pois sem o contato com outras pessoas e sem se dialogar, não chegamos a lugar nenhum, a comunhão com nossos irmãos é de suma importância para uma convivência sadia e harmoniosa e muito mais feliz.
Se amamos, respeitamos, e levamos a sério o nosso irmão, temos de deixar transparecer a nossa confiança por ele e procurar compreendê-lo, saber ouvir e incentivá-lo, não podemos dar lugar para o egoísmo.
E dar o melhor possível de nosso tempo na busca de soluções de seus problemas, mas nunca censurar a suas atitudes mesmo sabendo que ele está errado.

Mais tarde quando já de cabeça fria ele vai pensar nos conselhos dados e chegará a conclusão de suas falhas, e assim corrigi-las.

                       --- EJO --- Continua


Thursday, December 22, 2016

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/59 -- Con...

" B L O G - DO - O L I V E I R A " : O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/59 -- Con...:   O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS                              PARTE - 59 O povo de Israel queria andar segundo suas próprias...

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/59 -- Continuação --- "Lembraram-se de Jonas que estava no porão do navio e que dor-mia despreocupadamente, indignado com sua frieza e a sua indiferença ao que estava acontecendo, foram ter com ele. E o mestre do navio acorda-o e pergunta com certa ironia, que tens dormente? Jonas apesar de ter sua consciência pesada não queria demonstrar que estava tentando fugir de sua própria consciência e tudo quanto o acontecia permanecia ignorando sem se importar com ninguém, então o chefe do navio manda que ele invoque o nome de seu Deus. Que talvez assim ele se lembre de nós e não pereçamos; e tiveram a ideia de lançar sorte, para saber por que causa veio à aquele grande mau sobre eles"


  O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                             PARTE - 59

O povo de Israel queria andar segundo suas próprias vontades, fazer o que bem quisesse, mas, devido o respeito que tinham em relação à arca, restringiam em suas atitudes.
Porém nem todos tinham o mesmo pensamento, e invocavam deuses estranhos e outras imagens e muitos outros tipos de mau comportamento que eram repugnantes à vontade de Deus.
E assim Samuel repreende o povo, dizendo:
Se com todo vosso coração vos converterdes ao Senhor, e tirar de dentre vós, os deuses estranhos e preparar o vosso coração ao Senhor, e servi-lo a ele só, ele vos livrará das mãos dos filisteus.
Assim fizeram, e tudo aconteceu segundo o que Samuel lhes ordenara, e daí por diante passaram a servir somente o Deus verdadeiro, o Deus de seus antepassados.
Então congregaram em Mispá, tiraram água e derramaram perante o Senhor, e jejuaram naquele dia, e reconheceram seus pecados diante do Senhor.
Os filisteus, sabendo que o povo de Israel estavam reunidos ali, entenderam que seria uma boa oportunidade para lutar contra eles.
Dividiram em grupos para o ataque, cercando o povo em suas extremidades.
Quando os israelitas viram que estavam cercados, se apavoraram e clamaram a Samuel para que orassem por eles, pedindo que os libertassem das mãos dos filisteus.
Samuel, sacrifica um cordeirinho que ainda estava mamando, sacrificou-o inteiro em holocausto; e clamou Samuel ao Senhor por Israel, e o Senhor lhe deu ouvidos.
Enquanto Samuel fazia o sacrifício, os filisteus acharam que era o momento preciso para atacar, e assim o fizeram, e foram surpreendidos com trovões de alta intensidade sobre os filisteus, e os aterrou de tal modo que foram derrotados diante dos filhos de Israel.
E os que sobraram, foram perseguidos, e feridos de morte, e assim os filisteus foram vencidos pelos filhos de Israel.
Samuel colocou uma pedra fazendo divisa entre Mispá e Sem.

Denominado aquele lugar com o nome Ebenézer, com as palavras: Até aqui nos ajudou o Senhor.

                             ---- EJO --- Continua